Review Colorful B450M-HD Battle AX

Lucas Peperaio
06/10/2020
Review

Hoje vamos analisar nesse artigo, a recém-chegada ao mercado brasileiro, Colorful, que já é conhecida nas placas de vídeo – em específico no mercado chinês – e que está iniciando sua carreira nas placas-mãe. O modelo em questão é o Colorful B450M-HD Battle AX, com chipset intermediário e dissipador no VRM. O teste será feito com os principais CPUs para ela, 2200G, 3600, 3700x e 2700x.

Overview

Colorful está chegando ao mercado brasileiro de maneira oficial, sendo representada pela loja Terabyteshop, onde é oferecido 2 anos de garantia, superior ao padrão de 1 ano da maioria das marcas já conhecidas para este tipo de produto.

Colorful B450M HD - Placa

A placa vem no formato micro ATX medindo 20.3cm por 23.5cm, sendo compatível com a maioria dos gabinetes atuais. Ela começa pecando na pífia quantidade de headers para fans, inacreditáveis UM + o CPU Fan obrigatório. Ou seja, se você usar um Watercooler e tiver fans no gabinete, já precisará de um splitter. Mas é claro, o “fundamental” header RGB não poderia faltar.

Colorful B450M-HD - Caixa e placa

Ela recebe o socket AM4, sendo compatível com os RYZEN atuais e antigos.. e aqui começam as contradições. No site diz suportar CPUs de 95W, OK. Mas a BIOS diz suportar o R7 3800x de 105W, ao mesmo tempo que não suporta o RYZEN 5 3600x de 95W. Ou seja, informação conflitante.

Colorful B450M-HD - VRM - 1

Colorful B450M-HD - VRM - 2

O VRM é um típico 4+2 fases visto na maioria das placas A320 e B450 da AMD, onde são 4 fases para o Vcore e 2 fases para SOC e gráficos integrados. Cada fase tem dois Mosfets de baixa AON6354 com suporte contínuo de 52A em 100 graus, e um Mosfet de alta AON6414A com suporte contínuo de 30A em 100 graus, ambos com tolerância máxima 150A. Este VRM usa os mesmos componentes – em menor quantidade – da Colorful X570 Gaming Pro analisado pelo brasileiro Giancarlo Dalmedico, engenheiro eletricista do site The Overclocking Page. No SOC vemos os mesmos componentes. O PWM usado é um Richtek RT3667BB que controla as fases sem doublers. O plugue de alimentação é de 8 pinos e há um indutor 0.80uH + 5 capacitores 270uF 16V na entrada. Já na saída são 9 capacitores 560uF 2.5V.

Colorful B450M-HD - Dissipador

Colorful B450M-HD - Placa (dano - 1)

Colorful B450M-HD - Placa (dano - 2)

A placa tem um micro dissipador, que pelo menos é melhor do que nada. Mas conforme vocês estão vendo, tivemos um problema aqui. O VRM fritou, literalmente.

Colorful B450M-HD - Slot memória

Continuando o nosso review, a placa tem apenas dois slots de RAM, similar a uma A320, que suporta até 32GB 3200 Mhz em Dual Channel. Eu fiz o teste com 4 kits de RAM, HyperX Fury 2400 Mhz, Teamgroup Vulcan 3000 Mhz, GSkill SniperX 3400 Mhz e GSkill TridentZ Royal 3600 Mhz, todos funcionaram perfeitamente, porém é importante ressaltar que os RYZEN de terceira geração facilita muito a compatibilidade.

Colorful B450M-HD - Energia

Colorful B450M-HD - Inferior (Ângulo)

Colorful B450M-HD - Inferior (Zoom)

Na lateral da placa vemos o conector de 24 pinos, na parte de baixo vemos os headers do painel frontal, speak e debug, 4 portas SATAS viradas para cima, dois headers USB 2.0 e um USB 3.0 que ficaram mal posicionados caso você use uma placa um pouco mais grande no slot X1, pois eles serão obstruídos.

Colorful B450M-HD - PCIE

A placa conta com um slot M.2 que suporta o modo SATA e modo PCIe na dimensão máxima 2280. Acima dele o slot PCI Express X16 com reforço metálico.

Colorful B450M-HD - Conexões

No painel traseiro vemos HDMI, VGA e DVI para uso exclusivo dos gráficos integrados de Athlon ou RYZEN G, duas USB 2.0, duas 3.0 e duas 3.1, totalizando 6 USBs. PS/2, rede gigabit e conexões de áudio.

Teste de Temperatura

Colorful B450M-HD - 3200G - Blender (flir)

Colorful B450M-HD - 3200G - PUBG (flir)

Na minha metodologia de testes com a temperatura ambiente 32 graus e em bancada aberta, com o RYZEN 3 2200G rodando um teste de Stress no Blender por 15 minutos, onde a exigência de corrente foi de 40A, a temperatura ficou bem amena, de 47 à 51 graus. Quando rodamos o jogo PUBG pelo mesmo tempo, ficou levemente mais frio devido a menor exigência.

Colorful B450M-HD - 3600 - Blender (flir)

Colorful B450M-HD - 3600 - PUBG (flir)

Com o RYZEN 5 3600, o mais popular da terceira geração, onde a exigência por corrente foi cerca de 52A, a temperatura subiu para 59 graus no ponto mais quente. Apenas jogando, o VRM se manteve entre 44 e 54 graus.

Colorful B450M-HD - 3700x - Blender (flir)

Colorful B450M-HD - 3700x - PUBG (flir)

Aumentando a exigência agora usando um RYZEN 7 3700x, Octa-Core de 65W, onde a exigência estava por volta dos 57A, vemos o VRM ainda ameno, 61 graus. Jogando o PUBG em conjunto com a GTX 1060, ficou parecido com os outros CPUs.

Colorful B450M-HD - 3700x OC - Blender (flir)

Comparação - Asus B450M-PLUS - 3700x OC - Blender

Comparação Asrock B450M Stell Legend - 3700x OC - Blender

E agora começando a tortura. RYZEN 7 3700x em overclock usando um Water cooler, sem a ajuda do cooler box para soprar na região. A exigência foi na casa dos 75A e já vemos um prelúdio do que está por vir. 126 graus no VRM e o calor está irradiando para os componentes ao lado, capacitores e indutores. Como comparação, a recém-analisada ASUS TUF B450M-PLUS trabalhou em 83 graus, e a Asrock B450M Steel Legend, em 86 graus, todas nas mesmas condições.

Colorful B450M-HD - 2700x - Blender-flir

Passando para o RYZEN 7 2700x de 105W em stock, onde foi exigido do VRM cerca de 95A, o VRM se aproximou dos 100 graus, ajudado pelo Cooler box que sopra diretamente em cima do VRM, por isso ele ficou mais frio que o teste do 3700x. E o último teste, que seria o 2700x em OC, onde ele exige algo próximo dos 115A, próximo de um RYZEN 9 3900x, a placa queimou e eu não consegui tirar a foto térmica a tempo.

Honestamente não faz parte do meu trabalho descobrir o motivo exato disto, deixo isto com os engenheiros da Colorful. Estou aqui para relatar apenas os fatos, e o fato é que no site existem informações divergentes sobre o limite de TDP, e a placa não se comportou como as outras que eu trouxe os testes no canal.

Comparação - Asrock B450M Stell Legend - 2700x OC - Blender

Comparação - Asus B450M-PLUS - 2700x OC - Blender

A Asrock B450M Steel Legend com o mesmo overclock no 2700x e usando o Watercooler, atingiu 117 graus e fez thermal throttling, ou seja, reduziu o clock do CPU para evitar problemas. A ASUS TUF B450M-PLUS ficou mais quente, 130 graus, e também reduziu o clock do CPU para 500 Mhz. Outras placas simplesmente desligam, até as A320 fazem isso.

Mas a Colorful não, ela foi adiante e queimou. Interessante mencionar que no teste do Giancarlo com a X570 e RYZEN 7 2700x em overclock, ele conseguiu fazer normalmente. Acredito que foi pelo fato de ter mais componentes em paralelo, mas sem descartar a hipótese de ser um caso isolado, que só se confirmaria testando um segundo exemplar.

BIOS

O segundo grande problema desta placa está no seu coração, o cerne de tudo, a BIOS. Ela claramente não está finalizada, pois não tem um simples XMP para ler a sua memória RAM. Ou seja, você precisa setar manualmente a frequência, timings primários e secundários, e isso não é para leigos. Ou você pode usar uns perfis pré-definidos que tem lá, mas são genéricos e falta muitas opções.

Colorful B450M-HD - BIOS (Memory configuration)

Colorful B450M-HD - OC Drive

Por exemplo, RAM 3000 não existe. RAM 3400 não existe. Tanto que nos meus testes, a RAM 3000 rodou a 2933. Outro problema bizarro e é o que eu classifico como a PIOR BIOS QUE EU JÁ TESTEI é que a placa não tem um simples botão para atualizar a BIOS por pendrive. Você precisa baixar a BIOS e atualizar manualmente via MSDOS…. what?! User Friendly passou longe. Outro ponto é que estamos chegando em 2020 e a BIOS da placa está lá atrás ainda, no Agesa 1002, enquanto outras placas já tem o Agesa 1003, 1003AB, 1003ABB, 1003ABBA e 1004. Existem vários updates atrasados que nem previsão de chegar tem.

E quero agradecer ao Giancarlo pois estou usando as imagens que ele tirou da BIOS. Eu ia tirar, mas a placa QUEIMOU antes que eu pudesse fazer isso.

Conclusão

Diante de tudo isso, na minha humilde opinião, não vejo motivos para recomendar esta placa, e nem só por ter queimado, mas pela falta de capricho na BIOS. Enquanto a Colorful investiga o problema, a Terabyte, que é a responsável pela marca no Brasil hoje, me informou que vão tirar do site a placa. Inclusive eu vou passar tudo o que foi dito aqui em texto diretamente para a Colorful via Terabyte no aguardo de uma resposta do fabricante quanto aos problemas.

Por hora, não dá para recomendar. Futuramente, se melhorar, eu com certeza testarei de novo.

Agora, vamos as perguntas e respostas já para adiantar o que com certeza perguntarão nos comentários

Eu já comprei essa placa, vai queimar?

Não necessariamente. Ela queimou em uma situação específica com um CPU fora das recomendações, o erro dela foi aceitar e não desligar quando deveria, ou seja, falha de proteção. Com CPUs mais fracos como um 2600 ou um 3600 eu duvido que aconteçam problemas.

E quanto a garantia?

Hoje a única loja que trás ela no Brasil é a Terabyte, e eles dão dois anos se você precisar. Essas minha placa, por eu ter essa postura de revisar, vai ser reportada para a Colorful e a própria Terabyte está ciente do caso e se propôs a resolver qualquer problema que vier a acontecer.

Isso afeta a todas as placas Colorful?

A BIOS para a AMD, de acordo com o que podemos ver no Review do Giancarlo, é a mesma na x570. Ou seja, ainda precisa melhorar drasticamente. Mas lá a placa é melhor construída, então de placa para placa a construção muda. Eu posso falar só desse modelo testado.

E placa de vídeo?

Honestamente, a única que eu testei foi uma 1660ti que eu peguei na China, não veio da Terabyte. A placa funciona bem, a BIOS é oficial Nvidia. São coisas distintas.

Pode ter sido um defeito desta unidade específica?

Sim, não podemos descartar essa hipótese.