Review Gigabyte RTX 3080 Gaming OC 10GB

Lucas Peperaio
31/03/2021
Review

Sim, a RTX 3080 fabricada pela própria NVIDIA é linda demais, tem aquele curioso sistema de refrigeração com uma fan na frente e outra atrás, mas ela não é vendida oficialmente no Brasil e o que você realmente poderá comprar, são os modelos dos parceiros. Na verdade, no momento atual você não poderá comprar pois as placas estão esgotadas não só no Brasil, mas no mundo inteiro, o que parece indicar mais um problema de suprimento do que só a alta demanda.

Overview

Enfim, tenho em mãos a Gigabyte RTX 3080 Gaming OC 10GB, um modelo intermediário dentro do lineup atual da Gigabyte, com clock superior ao modelo Eagle e abaixo das versões Aorus Master e Extreme.

Gigabyte RTX 3080 Gaming - Placa (Frente)

Gigabyte RTX 3080 Gaming - Placa e Caixa

Gigabyte RTX 3080 Gaming - Placa (Ângulo)

RTX 3080 que trouxe um grande salto de desempenho diante da série atual, onde ela é não apenas mais rápida que uma RTX 2080, mas também mais rápida que a RTX 2080 Ti, custando menos que ela… bem menos. E isso fez com que a RTX 2080 Ti que era encontrada entre 8 a 9 mil reais no Brasil perdesse o sentido, visto que a RTX 3080 nos raros momentos de suprimento nas lojas aparece beirando os R$ 5200.

Gigabyte RTX 3080 Gaming - Placa (Cima)

Gigabyte RTX 3080 Gaming - Conector de Energia

Voltando ao modelo da Gigabyte, a placa oferece um novo design em relação a série passada, mantendo a mesma paleta de cores no preto e prata, porém com curvas diferenciadas na parte de cima, onde vemos a única área com iluminação na placa, configurável via software. São duas fans de 90mm nas laterais e uma de 80mm no meio que gira em sentido inverso as outras. A Gigabyte alega que isso reduz a turbulência e melhora o fluxo de ar. Elas permanecem em baixa rotação ou totalmente desligadas quando a placa está em baixa carga. Em cima vemos os dois conectores de 8 pinos obrigatórios para a placa (TDP 320W, fonte recomendada 750W), além de um Switch de Dual BIOS, alternando entre o perfil Silent e OC.

Gigabyte RTX 3080 Gaming - Backplate (Ângulo)

Gigabyte RTX 3080 Gaming - Backplate

Atrás um backplate de metal reforça o conjunto, muito importante pelo peso e tamanho dela. E sim, a placa é enorme. Aproveitando que o PCB em si é menor que o cooler, tal como no projeto NVIDIA, a Gigabyte trouxe aberturas no backplate que permitem a passagem do ar de um lado para o outro da placa, entrando ar frio, saindo ar quente.

Gigabyte RTX 3080 Gaming - Conexões - 1

Gigabyte RTX 3080 Gaming - Conexões - 2

A placa trás 2 HDMI 2.1, novidade no mercado que permite 4K120Hz e mesmo o 8K60Hz. Ainda temos três DP 1.4a.

Construção Interna

Gigabyte RTX 3080 Gaming - Dissipador (Ângulo)

Gigabyte RTX 3080 Gaming - Dissipador

Gigabyte RTX 3080 Gaming - Thermalpads

Desmontando a placa, vemos o largo dissipador aqui utilizado, dividido em dois blocos de alumínio com aletas interligado por espessos heatpipes de cobre, com thermalpads para os chips de memória, indutores, DrMOS e capacitores de polímero de ambos os lados da GPU. GPU que inclusive, fica junto com os chips de memória em uma base de cobre, na intersecção entre as duas fans.

Gigabyte RTX 3080 Gaming - PCB

Gigabyte RTX 3080 Gaming - PCB (Back)

Gigabyte RTX 3080 Gaming - PCB (Zoom)

Como o PCB é menor que o cooler, a Gigabyte utiliza um extensor para os cabos de energia, comum de ser visto nos projetos Founders Edition da NVIDIA. Aqui vemos os Shunts para medição de carga, indutores para filtragem e armazenamento da energia e fusíveis para proteção do circuito. Na entrada de energia do slot PCI Express, outro fusível e um Shunt. A Gigabyte adotou os capacitores de polímero atrás da GPU ao invés do grupo de cerâmica, mas eu não experimentei travamentos e sempre estive usando o driver que a NVIDIA diz ter corrigido o problema.

A placa conta simplesmente com CINCO ICs PWM para controlar as 17 fases aqui presentes, que estão de ambos os lados da GPU (3x uP9512R e 2x uS5650Q). São 13 fases para a GPU, 4 para as memórias, utilizando os PowerStage AOZ5332QI de 50A (pico 80A 10ms) e tolerância 150°C. Na filtragem, 11 capacitores sólidos na entrada (270uF 16V), 18 sólidos na saída (820uF 2.5V), além de dezenas de cerâmica e alguns de polímero, atingindo boas faixas de frequências a serem filtradas, diminuindo o ripple.

RTX 3080
RX 6800 XT RTX 2080
GPU GA102 Navi 21 TU104
Shaders 8704 4608 2944
RT Cores 68 72 46
Tensor Cores 272 – – – 368
TMUs 272 288 184
ROPs 96 128 64
Clock da GPU 1440 / 1800 MHz 1825/ 2250 MHz 1515 / 1750 MHz
Clock da Memória 19000 MHz 16000 MHz 14000 MHz
Tamanho da Memória 10 GB GDDR6X 16 GB GDDR6 8 GB GDDR6
Barramento da Memória 320-bit 256-bit 256-bit
Largura de Banda 760.3 GB/s 512 GB/s 448 GB/s
TDP 320W 300W 215W
Energia 2 x 8-pin 2 x 8-pin 1 x 6-pin + 1 x 8-pin
Preço no lançamento US$ 699 US$ 649 US$ 699

A GPU é a GA102 da arquitetura Ampere, fabricada pela Samsung em 8nm com a impressionante contagem de 28.3 Bilhões de transistores em uma área de 628mm², contando com 8704 Cuda Cores, 272 TMUs, 96 ROPs. As RAMs são as novas Micron GDDR6X D8BGW rotuladas para 1188 Mhz 1GB cada, totalizando 10GB em 19Ghz efetivos com largura de banda final em 760.3 GB/s.

 

Testes

Partindo para os testes práticos, por hora comparando da RTX 2080 Super para baixo, futuramente trarei os testes atualizados da RTX 2080 Ti pois eu não tenho esta placa no momento, vemos que a RTX 3080 inaugura um novo patamar de desempenho.

 

Battlefield V

BF5 é um jogo de tiro em primeira pessoa com foco no multiplayer online, teve seu lançamento no dia 20 de novembro de 2018. Desenvolvido pela EA DICE e Criterion Games, jogo foi um dos primeiros jogos a apresentar tecnologias recentes como Raytracing. Criado com a engine Frostbite 3, e tem suporte ao DirectX 11 e ao DirectX 12.

Em Battlefield 5 nas resoluções 2.5K e 4K, a RTX 3080 abre margem de 46% e 57% em relação a RTX 2080 original, entregando muito mais folga no 4K.

Gigabyte RTX 3080 Gaming - 1 - Battlefield 5

 

Microsoft Flight Simulator

Simulador de vôo lançado em 2020, Asobo Studio trouxe um visual espetacular para a franquia simulando todo o planeta Terra com representações tridimensionais, usando diversas técnicas e ferramentas, como Bing Maps e Microsoft Asure.

Em Flight Simulator, game da nova geração, todas as placas tiveram dificuldades para 60 quadros em Alta Qualidade e 4K, a 3080 entregou 59 de média e 35 de 1% low, 55% acima da 3080.

Gigabyte RTX 3080 Gaming - 2 - Flight Simulator

 

Horizon Zero Dawn

Jogo que saiu do catálogo de exclusivos do console da Sony, foi lançado para PC em 2020, desenvolvido pela Guerrilla Games. Ambientação de mundo aberto com dinossauros robóticos e cenário pós-apocalíptico muito bem detalhados. Foi desenvolvido na Decima Engine.

Em Horizon Zero Dawn, emplaca os 84 FPS de média em 4K com gráficos Custom Ultra e Alto, 68% acima da RTX 2080 e com estrondosos 136 quadros em 1440p.

Gigabyte RTX 3080 Gaming - 3 - Horizon Zero Dawn

 

Metro Exodus

Jogo de tiro em primeira pessoa de sobrevivência, foi lançado em fevereiro de 2019. Desenvolvido pela 4A Games, ele é o terceiro título da franquia. Mostrando cenários detalhados e extremamente bonitos, jogo trouxe recursos tecnológicos recentes como Raytracing e DLSS utilizando a API DirectX 12. Criado com a 4A Engine.

Em Metro Exodus também encara o 4K no Ultra custom, 84 quadros na média vs 55 da 2080 Super, cravando os 144 em 1440p.

Gigabyte RTX 3080 Gaming - 4 - Metro Exodus

 

Red Dead Redemption 2

RDR2 desenvolvido pela Rockstar Games, foi lançado em novembro de 2019 para PC (1 ano após o lançamento da versão dos consoles,) sendo um dos jogos mais aguardados pelos jogadores de PC, até mesmo antes da confirmação do jogo para a plataforma, tamanha a empolgação e esperança. Um dos títulos mais aclamados da geração, ele possui temática e ambientação no velho-Oeste, mostrando cenários deslumbrantes e rico em detalhes, bem como uma narrativa densa. Criado na engine RAGE.

Em Red Dead Redemption 2 com gráficos customizados Alto e Ultra, perfil do Hardware Unboxed, 81 em 4K, 122 em 1440p, 55% acima da RTX 2080.

Gigabyte RTX 3080 Gaming - 5 - RDR 2

 

Resident Evil 3

Remake do terceiro jogo da aclamada franquia dos jogos de survivor horror da Capcom, RE3 foi lançado em 2020, após o sucesso do também remake, Resident Evil 2. Trazendo incríveis visuais com a RE Engine, e o resultado é um jogo com bastante realismo nas luzes e sombras, para maior imersão.

Em Resident Evil 3 Remake, mesmo a 2070 Super consegue 4K 60 Ultra, então a 3080 entrega tranquilos 4K120, 73% mais que a RTX 2080.

Gigabyte RTX 3080 Gaming - 6 - Resident Evil 3

 

Shadow of the Tomb Raider

Terceiro jogo da franquia após o seu reboot em 2013, jogo foi lançado em setembro de 2018. Desenvolvido pela Eidos Montréal, título apresenta excelentes gráficos e ambientação imersiva. Trazendo recursos recentes como o Raytracing, sendo um dos primeiros a ter suporte à tecnologia. Criado na engine Foundation, e com suporte ao DirectX 12.

Em Shadow of the Tomb Raider no Ultra DX12, 83 quadros em 4K e 145 em 1440p, com margem para o Ray Tracing em ambas as resoluções.

Gigabyte RTX 3080 Gaming - 7 - Shadow of the Tomb Raider

 

The Division 2

Jogo da Ubisoft lançado em março de 2019, com sua ambientação agora em Washington DC., o jogo possui mecânica de RPG de ação e tiro tático em terceira pessoa desenvolvido pela Massive Entertainment na Snowdrop Engine.

Em The Division 2 no Ultra, foi a única a entregar acima de 60 em 4K na média, 61% acima da RTX 2080, sua antecessora.

Gigabyte RTX 3080 Gaming - 8 - The Division 2

Control

É um jogo de tiro em terceira pessoa desenvolvido pela Remedy Enterteinment, lançado em agosto de 2019. Feito na Northlight Engine, com incríveis efeitos visuais, combate frenético e é um dos jogos para demonstrar tecnologias como o RayTracing e o DLSS.

Em Ray Tracing na segunda leva de games, Control no Ultra com RTX On e DLSS na resolução máxima, novamente a única a entregar + de 60 quadros em 4K na média, cenário onde há o maior ganho em relação a geração passada, 85% mais rápida que a RTX 2080.

Gigabyte RTX 3080 Gaming - 9 - Control

 

Wolfeinstein Youngblood

É uma sequência independente de Wolfeinstein II desenvolvido pela MachineGames e Arkane Studios, publicado pela Bethesda e lançado em 2019. Jogo de tiro em primeira pessoa, e possui tecnologias como RayTracing e DLSS.

Em Wolfeinstein que é mais leve, mesmo a 2060 Super já entregava 73 quadros na média no máximo com Ray Tracing e DLSS, a 3080 emplacou o 4K120 mais uma vez, apenas 35% melhor que a 3080.

Gigabyte RTX 3080 Gaming - 10 - Wolfenstein

 

TEMPERATURA

Não há duvidas que a placa é muito rápida, e o modelo da Gigabyte proporciona isso com boas temperaturas também.

Gigabyte RTX 3080 Gaming - 11 - Progresso da Temperatura

No teste de stress por 30 minutos com elevada temperatura ambiente, no modo BIOS OC a média foi de 68 graus, enquanto que no modo BIOS Silent, 3 graus mais quente, ótima temperatura pelo TDP da GPU.

Gigabyte RTX 3080 Gaming - Frente (flir - OC)

Gigabyte RTX 3080 Gaming - Lateral (flir - OC)

Gigabyte RTX 3080 Gaming - Back (flir - OC)

Nas imagens térmicas do modo OC, que é o padrão, temperaturas amenas na parte da frente, pico de 70 graus na região do VRM na lateral e entre 57 e 71 graus na parte de trás.

Gigabyte RTX 3080 Gaming - 12 - Progresso da Frequência

Na estabilidade da frequência, a GPU consegue se manter 100% do tempo acima do clock boost informado, média de 1845 Mhz, quase a mesma frequência do modo Silent, que deixa mais silenciosa e levemente mais quente. Porém é comum ver em alguns games, dependendo da carga utilizada, a GPU passando tranquilamente dos 2GHz.

 

Conclusão

Como ponto positivo, o modelo da Gigabyte oferece 4 anos de garantia local, sendo 3 já garantidos e 1 ano após registro no site. Oferece uma boa relação entre temperatura e ruído, ao mesmo tempo que foi estável em se manter no seu clock rotulado, por vezes passando os 2Ghz no automático dependendo de game para game. A NVIDIA em si trouxe melhorias importantes nesta nova arquitetura, como os RT Cores de segunda geração e Tensor Cores de terceira geração, melhorando os games que usam estas tecnologias, além de um pacote de recursos interessantes como o Reflex, RTX IO e etc.

Como ponto negativo listo o alto consumo de energia, a NVIDIA subiu o patamar acima dos 300W, onde ela normalmente mantinha suas placas entre 250 e 300W. O consumo total da placa beira os 320W, embora sim, se você leva em consideração o grande salto de desempenho diante de uma RTX 2080 Super de 250W, proporcionalmente o aumento de performance foi maior que o aumento do consumo.

E por fim, a NVIDIA falhou em não conseguir um estoque grande o suficiente para a demanda gerada. Então ao mesmo tempo que a placa surpreende na performance, decepciona em não ser encontrada em nenhum lugar. E infelizmente, com a falta das placas, a tendência é que os preços subam, prejudicando onde a NVIDIA tinha justamente surpreendido.