Review Asrock X570 Taichi

Lucas Peperaio
04/02/2021
Review

Hoje vamos analisar o suprassumo das placas X570, uma das melhores que Asrock oferece hoje, a X570 Taichi, com excelentes recursos para usuários entusiastas que buscam os diferenciais de algo High-End. Como de praxe faremos os testes do VRM dela com 3 processadores, Ryzen 3600, 3700x e 2700x, explorando o overclock também, além de testes com diversos kits de RAM e uma conferida na BIOS da placa.

 

Unboxing

Asrock X570 Taichi - Caixa (Frente)

Asrock X570 Taichi - Caixa (Back)

Asrock X570 Taichi - Acessórios

A caixa já começa a impressionar pelo tamanho e qualidade do material, com as engrenagens douradas e cinzas e logo X570 Taichi em destaque. Ela conta com uma alça para o transporte. Na parte de trás, os principais diferenciais da placa, como o backplate e dissipadores no M.2, Wifi 6 e slots PCI entre outros. Abrindo a caixa já vemos a placa bem acomodada em plástico e espuma, estando todos os acessórios por baixo, sendo eles: Manual resumido, DVD e adesivo Asrock, 4 cabos SATA, ponte SLI HB (hoje defasada), Antena Wifi com stand, parafusos e roscas para M.2 e uma chave Philips Asrock. Honestamente, eu imaginava mais alguns brindes em uma placa deste porte.

 

Overview

Asrock X570 Taichi - Caixa e Placa

Asrock X570 Taichi - Acabamento

Asrock X570 Taichi - Dissipador do Chipset

Taichi sempre foi conhecida por ser uma das melhores placas de cada série. Foi assim na X370, na X470 e não poderia ser diferente na X570. A primeira impressão é que pegamos em algo Premium, onde cada detalhe foi pensado detalhadamente para proporcionar um visual deslumbrante e recursos avançados. O peso da placa é inacreditável, por conta de ter toda essa carenagem e backplate atrás da placa, que proporciona reforço para ela. Se eles tivessem colocado essa engrenagem para girar junto com a fan do chipset ficaria sensacional. Quanto aos leds, vemos eles próximos ao chipset, na carenagem do painel traseiro e na lateral direita da placa, que cria um efeito de Aura no gabinete.

Asrock X570 Taichi - Dissipador Montado (Cima)

A placa segue o formato Full ATX, medindo 30.5cm por 24.4cm, e quase não coube tantos componentes nela. Quanto aos headers para fans, na parte superior vemos o CPU_FAN 1 e CPU_FAN 2, enquanto que o CHA_FAN 3 foi posicionado ao lado dos conectores ATX12V para CPU. Na lateral vemos o CHA_FAN 1 e CHA_FAN 4, fechando com o CHA_FAN 2 na parte de baixo, totalizando 6 conexões para fans ou bombas. Com a exceção do CPU_FAN 1, todos suportam 2A ou mais. Nas conexões RGB vemos o AMD_FAN_LED ao lado dos slots de RAM que suporta 3A 36W e 2.5 metros de leds, e na parte inferior constam o ADDR_LED 5v e RGB 12v.

Asrock X570 Taichi - Soquete

O socket é o já bem conhecido AM4, retrocompatível com RYZENs antigos, mas nesta placa há apenas o suporte para os de segunda e terceira geração atual, sendo ainda compatíveis com os de quarta que vem em 2020. A placa já veio com BIOS compatível e atualizada no Agesa 1003 ABB e eu atualizei para a 1004B, a mais recente para os testes.

Asrock X570 Taichi - VRM - 1

Asrock X570 Taichi - Dissipador - 1

Asrock X570 Taichi - Dissipador - 2

A placa conta com um robusto dissipador duplo interligados via heatpipe, que proporcionam uma troca de calor mais eficiente entre os blocos. Por trás da placa, apesar de não estar em contato direto, o backplate recebe parte do calor do PCB e espalha para o bloco. Os dissipadores do VRM cobrem todos os DrMOS e indutores através de thermalpad, ficando apenas o PWM descoberto. A placa conta com dois conectores EPS12v para alimentação, um de 8 e um de 4 pinos, sendo o 4 pinos opcional para maior estabilidade em overclock extremo.

Asrock X570 Taichi - Doublers

Asrock X570 Taichi - VRM - 2

Asrock X570 Taichi - Energia (CPU)

Na filtragem de entrada vemos 6 capacitores sólidos 271uF 16V, um indutor 3.3nH, além de capacitores de cerâmica. O PWM aqui utilizado é o Intersil ISL69147 que controla nativamente 7 fases e foi configurado em 6+1. Com o uso dos Doublers ISL6617A que ficam embaixo da placa-mãe, na entrada das fases, o PWM pode controlar as 14 fases individualmente no esquema 12+2. A Asrock adotou o DrMOS SIC634 como o estágio de energia, sendo ele capaz de fornecer 50A contínuo ou picos de 55A cada, com tolerância 150 graus, que em tese pode fornecer 700A para o processador, margem absurda mesmo para overclock extremo. Na saída antes do CPU vemos indutores 22nH e 17 capacitores sólidos nichicon 561uF 6.3V.

Asrock X570 Taichi - Slots de Memória

A placa conta com 4 slots de RAM com suporte oficial até 4666 Mhz, que obviamente também vai depender do controlador de memória interno do processador. Há o suporte para Dual Channel e até 128GB de RAM. Eu fiz o teste com 4 kits de RAM diferentes, um HyperX Fury 2400 Mhz CL15 2x4GB, um Teamgrup Vulcan 3000 Mhz CL16 2x4GB, G-Skill SniperX 3400 CL16 2x8GB e um G-Skill TridentZ Royal 3600 CL16 2x8GB. Todos os kits funcionaram perfeitamente com os RYZEN de terceira geração apenas ativando o XMP na BIOS.

Asrock X570 Taichi - Satas

Na lateral da placa vemos os headers USB 3.0 e 3.1 frontais, 8 portas SATA com suporte a RAID 0, 1 e 10. Existem relatos que este cooler, pelo fato de estar alinhado com o primeiro slot PCI, ao ser coberto por uma grande placa de vídeo, pode trabalhar de forma ineficiente. O chipset que normalmente trabalha em 60 graus, atinge 80 graus e desliga o PC. Em meus testes eu não experimentei este problema. É importante lembrar que várias das placas X570 tem o cooler no mesmo lugar, pois trata-se de um design padrão.

Asrock X570 Taichi - Parte inferior - 1

Asrock X570 Taichi - Parte Inferior - 2

Na parte inferior vemos o botão Clear CMOs, headers do painel frontal, botão Power e Reset, Led Debugger para informações rápidas, duas USB 2.0 frontais, Power Led e Speaker, TPM, Thunderbolt e HD áudio.

Asrock X570 Taichi - Slots M.2

A placa conta com 3 slots M.2 que ficam cobertos pelo dissipador principal da placa. O primeiro slot permite SSDs até 2280 no modo SATA ou modo PCI 4.0 se você usar um RYZEN 3000 e modo PCI 3.0 com RYZENs anteriores. Os outros slots podem funcionar em X4 4.0 pois são nativos do chipset.

Asrock X570 Taichi - PCI Express - 01

Asrock X570 Taichi - PCI Express - 2

Asrock X570 Taichi - Sem o Protetor

Asrock X570 Taichi - Protetor Fontal

Quanto aos slots PCI Express, é importante consultar no site pois o funcionamento muda entre as gerações dos RYZEN. O mundo ideal é usar os RYZEN de terceira geração, onde são 5 slots, 3 X16 e 2 X1, sendo todos os X16 com reforço metálico. Com uma placa no primeiro slot, ele trabalha em X16 4.0. Com duas placas em Crossfire ou SLI, roda em X8 X8. Com uma terceira placa, X8 X8 X4.

Asrock X570 Taichi - Conexões

Finalmente o painel traseiro conta com o suporte pré-fixado com o mesmo desenho da placa e a logo Taichi. A placa tem o botão BIOS Flashback que permite atualizar a BIOS mesmo sem o processador instalado em caso de problemas. A placa conta com o suporte a Wifi Dual Band no modo a/b/g/n/ax com velocidade de até 2400 Mbps com suporte a Bluetooth 5.0. Ainda existe a conexão PS2 para mouse e teclado, o que soa estranho em uma placa dessa mas é usual em sistemas de OC extremo. São 6 USBs 3.0 e duas USBs 3.1, uma tipo A e uma tipo C, totalizando 8 USBs. Ainda há um botão Clear CMOs por fora para evitar ter que abrir o gabinete para isso, uma HDMI para uso exclusivo de RYZEN final G ou Athlon, rede Gigabit e áudio 7.1.

Existem diversos micro sistemas de proteção contra estática e surtos na placa, como nas USBs, Lan e etc.

 

Teste de Temperatura

A placa possui um VRM que usa os mesmos componentes da X570 Aorus Elite já analisada lá no canal e aqui no site, sendo também similar à X570 TUF Plus.

Asrock X570 Taichi - 3600 - PUBG (flir)

Asrock X570 Taichi - 3600 -Blender (flir)

Adotando a temperatura ambiente de 32+-2 graus em bancada aberta de forma a simular o uso dentro de um gabinete fechado, ao rodar um teste de stress em Blender Classroom usando o RYZEN 5 3600, vemos uma temperatura bem baixa no VRM, de 40 à 45 graus, com exigência de 42A. Em jogo, o VRM ficou cerca de 4 graus mais frio.

Asrock X570 Taichi - 3700x - Blender (flir)

Asrock X570 Taichi - 3700x - PUBG (flir)

Asrock X570 Taichi - 3700x OC - Blender (flir)

Passando para um Octa Core RYZEN 7 3700x em stock, onde a exigência subiu para 57A, o VRM subiu poucos graus, ainda muito frio. Da mesma forma, em jogo, não tem nada com o que se preocupar. No overclock do RYZEN 7 3700x com tensão 1.44v a exigência subiu para 72A, e a temperatura subiu para 55 graus no ponto mais quente.

Asrock X570 Taichi - 2700x -Blender (flir)

Asrock X570 Taichi - 2700x -PUBG (flir)

Asrock X570 Taichi - 2700x OC -Blender (flir)

Com o CPU mais exigente deste vídeo, RYZEN 7 2700x em stock, onde o VRM exigiu cerca de 87A, ainda não foi suficiente para fazer cócegas no VRM, 59 graus no ponto mais quente. Em jogo, a mesma temperatura dos outros testes. No overclock do 2700x com tensão 1.44v, ponto onde temos uma exigência similar a um RYZEN 9 3950x em stock, cerca de 115A, o VRM subiu para 74 graus e não apresentou nenhum throttling.

Isso nos mostra que, assim como a maioria das placas X570, esta é uma placa capaz de aguentar qualquer processador atual por melhor que seja, mesmo em pesada renderização e mesmo em overclock.

 

BIOS

O BIOS da X570 Taichi é simples e fácil de navegar. Apesar de não contar com uma interface resumida para ajustes rápidos, os menus são intuitivos. O principal é o OC Tweaker onde podemos explorar o overclock do CPU e PCI, realizar ajustes finos nas memórias e infinity fabric, além das opções de tensão e load line calibration, além de poder salvar tudo em perfis. Em avançado temos o básico das outras placas, que são os ajustes de PBO, switch de PCI Express entre outros. Nos menus a seguir vemos as opções de atualização de BIOS, hardware monitor, recursos para segurança, boot e saída.

Asrock X570 Taichi - Bios - 1

Asrock X570 Taichi - Bios - 2

 

Conclusão

Apesar de aqui lá canal e aqui no site, eu cobrir na maioria das vezes as placas-mãe básicas e intermediárias, que são a realidade da maioria das pessoas, lidar com uma placa topo de linha não deixa de ser interessante pelo fato dela fugir do básico e trazer mimos como Wifi 6, BIOS flashback que é uma camada extra de segurança contra problemas, vários botões onboard, design diferenciado com backplate, e etc. Mas tudo isto tem um custo, e não é nada baixo. Em cenário atual, esta placa é encontrada acima dos R$ 2100, um pouco mais barata que a outra topo de linha que eu analisei, X570 Crosshair. Vale a pena? Para um público seleto que gosta de algo premium e pode pagar muito sem se importar, sim.

Porém para quem foca em economia e custo-benefício, tirando o backplate e botões onboard, na prática, uma X570 Aorus Elite já testada lá no canal entrega o mesmo VRM, mesmos DrMOS e PWM, mesma performance prática cobrando R$ 700 a menos. E indo além, uma X570 TUF Plus também analisada lá no canal, oferece um VRM similar, capaz de segurar com folga qualquer demanda, porém é bem mais simples nestes detalhes da construção, cobrando R$ 1000 a menos. Uma boa diferença que permite comprar, por exemplo, a X570 TUF + um RYZEN 9 3900x pagando menos que uma X570 Taichi + RYZEN 7 3700x. Ou seja, investir onde realmente fará diferença para quem precisa de performance, no processador.