Review Galax GTX 1660 Super 1-Click 6GB

Ronni Sousa
16/12/2019
Review

A NVIDIA continua atualizando as suas placas da série 20 e 16 nas versões SUPER, e desta vez foi a GTX 1660 que recebeu este upgrade, mas, será que valeu a pena? Bem-vindos a mais um artigo, eu sou o Lucas do canal Peperaio Hardware, hoje vamos conhecer todos os detalhes em lançamento da nova GPU GTX 1660 SUPER da Nvidia, através do modelo Galax 1-Click Dual fan. Nessa análise veremos os comparativos com outras placas, análise da construção interna e o panorama geral do lineup da NVIDIA.

Para quem não entendeu muito bem, a NVIDIA posiciona a GTX 1660 Super em preço e performance exatamente entre a GTX 1660 e a GTX 1660 Ti, estando mais para a GTX 1660 Ti do que para a 1660, sendo uma nova uma opção neste segmento que entrega bom desempenho em Full HD tanto nos E-Sports quanto nos AAA, além de ser uma opção também para rodar em 1440p sabendo ajustar os gráficos. Atualmente, a sua concorrente é a RX 590, ao menos até que a AMD lance a RX 5500. Em relação a GTX 1660 comum, a 1660 SUPER utiliza o mesmo chip TU116, tendo quase as mesmas especificações, mudando apenas o tipo de memória de GDDR5 para GDDR6, saindo de 8000 Mhz e 192 GB/s para 14.000 Mhz e 336 GB/s, tendo até mesmo mais largura de banda que a 1660 Ti, que ainda é um pouco mais rápida. O clock base da placa é 1530 Mhz e o boost 1800 Mhz.

GTX 1660 GTX 1660 SUPER 1-Click OC GTX 1660 TI RX 590
GPU TU116  TU116 TU116 Polaris 30
CUDA Cores /
Stream Processors
1408 1408 1536 2304
TMUs 88 88 96 144
ROPs 48 48 48 32
Clock da GPU 1530 / 1785 MHz  1530 / 1800 MHz 1500 / 1770 MHz 1469 / 1545 MHz
Clock da Memória 8004 MHz  14000 MHz  12000 MHz 8000 MHz
Tamanho da Memória 6 GB GDDR5 6 GB GDDR6 6 GB GDDR6 8 GB DDR5
Barramento da Memória 192-bit 192-bit 192-bit 256-bit
Largura de Banda 192.1 GB/s 336 GB/s 288 GB/s 256 GB/s
TDP 120 W 125 W 120 W 175 W
Energia 1 x 8-pin  1 x 8-pin 1x 8-pin 1 x 8-pin
Preço no lançamento US$ 219 US$ 229 US$ 279 US$ 279

Galax GTX 1660 Super 1-Click 6GB - Frente

Galax GTX 1660 Super 1-Click 6GB -Superior

Galax GTX 1660 Super 1-Click 6GB - Backplate (ângulo)

Em relação ao modelo Galax 1-Click OC, é da linha de entrada da marca que foca em baixo custo. A placa é construída em plástico na carenagem principal e metal no backplate traseiro, tendo duas fans de 90mm com recurso fan stop. Não há leds na placa, em cima vemos um conector de 8 pinos, cuja exigência mínima é de 450W.

Galax GTX 1660 Super 1-Click 6GB -Saídas de vídeo

A placa conta com uma saída HDMI, um DVI e um DP. Mede 22.8cm de comprimento, 13.1cm de altura e 4.1 de largura, no padrão Dual Slot. O peso da placa é de 657 gramas.

Construção interna

Galax GTX 1660 Super 1-Click 6GB - Dissipador

Galax GTX 1660 Super 1-Click 6GB - Dissipador (lado)

Galax GTX 1660 Super 1-Click 6GB - Backplate (desmontado)

Removendo 11 parafusos temos acesso a construção interna da placa, com foco em economia. Vemos um dissipador de alumínio com a base polida e dois heatpipes 4mm de cobre no formato U, que entram em contato inicialmente com as memórias, depois com a GPU e por fim, espalham o calor com o restante do dissipador. Junto com o dissipador principal, há um bloco que entra em contato com todos os Mosfets do VRM. O backplate conta com várias furações para auxiliar na entrada de ar.

Galax GTX 1660 Super 1-Click 6GB - PCB (ângulo)

Galax GTX 1660 Super 1-Click 6GB - PCB (back)

Próximo ao slot vemos um resistor SHUNT na alimentação do slot + um indutor com indutância 1uH, isso auxilia na suavização de picos, o mesmo que vemos no conector de 8 pinos PCIe, porém com a adição de um capacitor para o filtro de entrada. Este circuito com o SHUNT atua informando o PWM e a GPU acerca da tensão de entrada e por sua vez, quanta corrente está passando por ali, para por fim ajustar o GPU Boost. Por serem componentes intermediários, atuam como um certo nível de proteção. Apesar de não vermos fusíveis adicionais, há um fusistor no Plugue PCIe, que atua como um fusível, porém, ao invés de simplesmente desarmar no caso de sobrecorrente, o excedente é desperdiçado em forma de calor, voltando a funcionar normalmente após esfriar.

Galax GTX 1660 Super 1-Click 6GB - PCB (frente)

No VRM, temos Mosfets de segurança antes das fases, capacitores sólidos na entrada das fases, drivers acionadores que ativam os Mosfets de alta e baixa, indutores 22nH e capacitores na saída antes da GPU, completando a filtragem da energia antes da GPU, melhorando o ripple. O VRM da GPU tem 3 fases, com Mosfets simples, um de alta, o Magna MDU1514 com fornecimento contínuo 53A em 75 graus, e dois de baixa Magna MDU1511 com fornecimento contínuo teórico de 94A em 75 graus, ambos com tolerância 150 graus. O PWM controlador é o uP9512S, usado em várias placas NVIDIA atuais. Na RAM vemos duas fases usando os mesmos mosfets, mas um de baixa a menos, PWM uP1660Q. VRM adicional 1V8. RAMs são Micron D9WCW 1750 Mhz 1GB.

Galax GTX 1660 Super 1-Click 6GB - PCB (back)

Na parte de trás da GPU, vemos capacitores de tantalum.

Informações dos testes

Em todos os testes que vem a seguir,  as placas estavam em suas condições originais, ou seja, sem alterações nos drivers, com seus perfis de fan default e clocks inalterados. As estatísticas de frames por segundo e os dados dos gráficos foram obtidos com o software Fraps.

 

Configuração da bancada de testes

Placa Mãe: GIGABYTE Z370 XP SLI
Processador: Core I7 8700K
Memória RAM: HyperX Predator 3000 MHz CL15 2x8GB
VGA: Galax GTX 1660 Super 1-Click OC 6GB
PSU: EVGA 1000G2
SSD: Teamgroup L3 Evo 240GB (SO)
SSD: WD 1TB Blue (Games)
Cooler: CM MasterLiquid Pro 280
Driver: 441.07
SO: Windows 10 64 Home SL v1903

Bancada de Teste - Intel

Testes

Como o foco da placa é o 1080p, neste review veremos como ela se sai em relação à GTX 1660 comum, 1660 Ti e outras várias placas rodando em Full HD. Para outras variáveis de testes, acompanhe o vídeo no canal do Youtube. Vamos aos testes.

 

Assassin’s Creed Odyssey

Jogo da Ubisoft lançado em 5 de outrubro de 2018, com sua ambientação na Grécia Antiga, mostrando cenários complexos e exigente para o hardware, em um mundo aberto e vasto para explorar inúmeras possibilidade com sua jogabilidade e mecânicas reformuladas dentro da franquia, com maior foco no RPG de ação. Criado com a engine AnvilNext 2.0, e a API é DirectX 11.

AC Odyssey Galax GTX 1660 Super 1-Click 6GB

 

Battlefield 5

BF5 é um jogo de tiro em primeira pessoa com foco no multiplayer online, teve seu lançamento no dia 20 de novembro de 2018. Desenvolvido pela EA DICE e Criterion Games, o jogo foi um dos primeiros a apresentar tecnologias recentes como Raytracing. Criado com a engine Frostbite 3, e tem suporte ao DirectX 11 e ao DirectX 12.

BF5 - Galax GTX 1660 Super 1-Click 6GB

 

Grand Theft Auto V

GTA 5 que foi lançado em abril de 2015, e foi um dos jogos mais aguardados para PC dos últimos anos,  sucesso de crítica e repleto de premiações. Entre promessas e muitos adiamentos – já que ele foi lançado antes nos consoles – título chega ao PC com gráficos ainda mais bonitos. Desenvolvido pela Rockstar Games, ainda hoje é um dos games mais jogados da atual geração. Criado na engine RAGE.

GTA5 - Galax GTX 1660 Super 1-Click 6GB

 

Metro Exodus

Jogo de tiro em primeira pessoa de sobrevivência, foi lançado em fevereiro de 2019. Desenvolvido pela 4A Games, ele é o terceiro título da franquia Metro. Mostrando cenários detalhados e extremamente bonitos, jogo trouxe recursos tecnológicos recentes como Raytracing e DLSS utilizando a API DirectX 12. Criado com a 4A Engine.

Metro Exodus - Galax GTX 1660 Super 1-Click 6GB

 

Shadow of the Tomb Raider

Terceiro jogo da franquia após o seu reboot em 2013, jogo da Lara Croft foi lançado em setembro de 2018. Desenvolvido pela Eidos Montréal, título apresenta excelentes gráficos e ambientação imersiva. Trazendo recursos recentes como o Raytracing, sendo um dos primeiros a ter suporte à tecnologia. Criado na engine Foundation, e com suporte ao DirectX 12.

Shadow Tomb Raider - Galax GTX 1660 Super 1-Click 6GB

 

The Witcher 3: Wild Hunt

The Witcher 3 foi desenvolvido pela CD Project Red, sendo lançado em maio de 2015. Considerado como um dos maiores títulos de RPG de ação da história dos games. Ambientado em um vasto mundo aberto recheado de missões secundárias e com uma narrativa densa, jogo é baseado na série de livros do escritor polonês Andrzej Sapkowski, sendo o terceiro título da franquia mostrando as histórias do bruxo Geralt de Rívia. Criado na REDengine 3, com suporte ao DirectX 11.

Witcher 3 - Galax GTX 1660 Super 1-Click 6GB

 

Temperatura

Progresso da Temperatura - Galax GTX 1660 Super 1-Click 6GB

Que a placa rende bem já sabemos, mas será que este modelo esquenta? Testando na minha metodologia de 32 graus ambiente na bancada aberta, eu confesso que esperava uma temperatura menor para um chip de 125W e um cooler Dual Fan, ele estabilizou em 74 graus em stock e em OC, pico de 76. Se o cooler compensasse esta temperatura com baixo ruído. Mas… não.

Galax GTX 1660 Super 1-Click 6GB - flir (frente)

Galax GTX 1660 Super 1-Click 6GB - flir (cima)

Galax GTX 1660 Super 1-Click 6GB - flir (back)

Nas imagens térmicas, vemos temperaturas razoáveis nos componentes da placa, variando de 52 graus na frente para 66 por cima na área do VRM e RAM, concluindo com 63 graus no backplate.

Progresso da Frequência - Galax GTX 1660 Super 1-Click 6GB

No teste da frequência da GPU vemos uma boa estabilidade e na maior parte do tempo, o clock permanece acima do Boost típico. Em overclock, o MSI Afterburner ainda não reconhece a placa e não foi possível alterar o power limit. Mas mesmo assim, foi possível subir bem a GPU acima dos 2000 Mhz e a RAM em 16 GHz, o que possibilitou com que a placa ultrapassasse tranquilamente a GTX 1660 Ti, encostando na RTX 2060, conforme vemos abaixo em Assassin’s Creed Odyssey dessa vez em 1440p e em Shadow of the Tomb Raider também em 1440p. Em 3DMark Firestrike, a margem de ganho foi de 8%.

3DMark TimeSpy - Galax GTX 1660 Super 1-Click 6GB

OC 2 - Galax GTX 1660 Super 1-Click 6GB

OC 1 - Galax GTX 1660 Super 1-Click 6GB

 

Conclusão

Sobre a decisão do lançamento desta placa, ela entra em um espaço muito apertado que existia entre a GTX 1660, $219 e a GTX 1660 Ti, $279, sendo posicionada por $229 em cenário internacional. Como é uma placa mais rápida que a GTX 1660, custando apenas um pouco mais, não faz sentido pegar a GTX 1660 comum, exceto se ela receber cortes de preço, e eu ouso a dizer que a própria versão Ti perdeu um pouco o apelo pois esta placa entrega quase o mesmo desempenho, custando menos, e em overclock, chega a passar.

Por um lado, alguém que queria comprar a GTX 1660, agora pode comprar a SUPER no mesmo preço, entregando mais desempenho, ótimo. E é bem provável que a própria GTX 1660 receba cortes de preço, outro bom motivo. Por outro lado, a NVIDIA está praticamente matando sua própria placa lançada apenas há 7 meses, deixando no ar aquela sensação de estar segurando tecnologia e só estar soltando após o anúncio de placas concorrentes da AMD, como também aconteceu no meio do ano após as Navi serem anunciadas.

Internamente especula-se que o preço de chips GDDR5 está aumentando e esta seria uma provável causa para esta substituição para versões GDDR6 em tão pouco tempo, o que explica também o porquê da AMD estar lançando uma placa mid como a RX 5500 com GDDR6, mas carece de confirmações.

A respeito do modelo Galax Dual 1-Click, ao meu ver a placa tem um projeto fraco, poderia melhorar principalmente no ruído, a temperatura não é das melhores mas isso varia de chip para chip. Como normalmente estes modelos 1-click são os mais baratos e a marca tem uma boa garantia no Brasil, é uma opção a ser considerada.