Review SSD T-Force Cardea II 512GB M.2 NVMe

Lucas Peperaio
06/10/2020
Review

Em tempos onde o SSD é algo extremamente popular, os fabricantes precisam inovar para se destacarem entre tantas marcas. Uns apostam em altas velocidades, outros em alta durabilidade e baixas temperaturas. No artigo de hoje vamos conhecer a nova linha de SSDs da Team Group, o T-Force Cardea II 512GB M.2 NVMe que apresenta uma boa performance com ênfase na durabilidade e baixíssimas temperaturas graças ao seu robusto dissipador e qualidade dos componentes. Veremos os testes e comparativos com outros modelos concorrentes disponíveis no mercado.

Overview

Eu já trouxe outras análises de SSDs e RAM da Team Group um tempo atrás, a marca que já era consolidada lá fora vem se popularizando no mercado nacional oferecendo excelentes produtos que focam na durabilidade e garantia. E quando migramos dos SSDs Satas que atingiam até 600 MB/s, o salto para um SSD NVMe foi impressionante, taxas de leitura e escrita acima dos 1000, 2000, 3000, 3500… Mas chega em um certo ponto que para o usuário comum, já não faz diferença mais pois a performance fica parecida. E é neste ponto que entra os diferenciais do Cardea.

SSD T-Force Cardea II - Caixa e SSD

SSD T-Force Cardea II - Caixa (frente - 1)

SSD T-Force Cardea II - Caixa (Back)

Este é o SSD com a maior durabilidade de escrita que eu já testei. Nada mais nada menos que 800 TBW na versão 512GB. Isso significa que você pode, por exemplo, gravar 20GB por dia durante um século inteiro e ainda sim não terá alcançado o limite de desgaste da unidade. Ou para usuários mais extremos, você pode gravar e apagar os 512GB dele todos os dias e ainda assim, ele duraria mais de 4 anos.

E a versão de 1TB é ainda mais impressionante, vai para a casa dos Petabytes: 1.66PB. Esse vai ficar de herança para os seus filhos.

O Cardea II vem disponível em três versões, 256GB, 512GB, 1TB e a velocidade do drive aumenta conforme a capacidade. A versão de 512GB alcança até 3400 MB/s de leitura sequencial e 2000 MB/s de escrita sequencial, enquanto que a de 1TB sobe para 3000 MB/s a gravação.

SSD T-Force Cardea II - Conector

SSD T-Force Cardea II - Frente

SSD T-Force Cardea II - Back

Aprofundando nas especificações, o Cardea II 512GB vem no formato M.2 2280, usa a controladora Phison E12, 256MB de RAM DDR3L 1866 Mhz (NT5CC128M16JR-EK) o que ajuda muito na estabilidade e principalmente na performance aleatória, 2x Nands Toshiba 3D TLC 64-Layer (TCBBG55-AIV) e com um robusto dissipador de alumínio que auxilia muito na redução de temperatura. Devido as suas dimensões, ele inviabiliza o uso em um notebook, mas existem versões de SSDs T-Force sem dissipador para isso.

 

SSD T-Force Cardea II - 1 - Temperatura

SSD T-Force Cardea II - flir 1

SSD T-Force Cardea II - flir 2

E aqui podemos ver como o dissipador ajuda SSDs de alto desempenho. Considerando que a temperatura máxima do controlador é 70 graus antes que ele reduza o desempenho, rodei um teste de stress aonde eu fiz leituras e gravações simultâneas até encher todo o SSD, que durou por volta de 22 minutos. O drive saiu dos 33 graus para o máximo de 54 graus, ainda bem longe do ponto de thermal throttling. Pela câmera térmica vemos que o dissipador cumpriu o seu papel retirando o calor da unidade, trabalhando 10 graus acima.

A Teamgroup oferece garantia local, primeiro ano com a loja, o restante com o fabricante. Em contato com um representante, foi informado que o produto segue a garantia da caixa, neste caso, 3 anos.

SSD T-Force Cardea II - Bancada

Vamos para os testes de performance.

Testes

Veremos como o Cardea II se sai contra alguns SSDs concorrentes no mercado de capacidades parecidas, incluindo também um SSD SATA comum e um HD SATA comum para fins de comparação.

AS SSD

Em AS SSD, o Cardea obteve uma leitura sequencial muito próxima dos 970 Evo e Pro, perdendo na gravação que é inferior na versão de 512GB. Nos testes aleatórios que é muito importante para o dia-a-dia, ele venceu na leitura e a gravação ficou pouco abaixo dos outros modelos. Aqui vemos o motivo pelo qual um HD é tão lento para ser usado como unidade primária no sistema, que se repete no tempo de acesso, muitíssimo mais lento que qualquer SSD.

SSD T-Force Cardea II - 2 - AS SSD

SSD T-Force Cardea II - 3 - AS SSD 4K

SSD T-Force Cardea II - 4 - AS SSD Latência

 

ATTO DiskBenchmark

Em ATTO DiskBenchmark, apesar de não entregar a maior velocidade, esta foi bastante estável, enquanto os Samsung apresentaram oscilações que podem ser explicadas pela altíssima temperatura que ambos atingiram nos testes, quase 100 graus. O mesmo se repete no teste de escrita, uma performance bastante consistente.

SSD T-Force Cardea II - 5 - ATTO - Leitura

SSD T-Force Cardea II - 6 - ATTO - Gravação

 

PCMark 8 – Teste no Pacote Adobe e Microsoft Office

Passando para o PCMark 8, famoso utilitário para testes diários, vemos que apenas o HD comum apresentará uma boa diferença em softwares como Adobe Photoshop, Indesign, After Effects, Illustrator e etc, se repetindo na suíte Microsoft Office com o Word, Excel e Powerpoint. Todos os SSDs, mesmo os mais simples, apresentam desempenhos muito parecidos.

SSD T-Force Cardea II - 7 - PCMark 8 - Photoshop

SSD T-Force Cardea II 8 - PCMark 8 - Photoshop Heavy

SSD T-Force Cardea II - 9 - PCMark 8 - Indesign

SSD T-Force Cardea II - 10 - PCMark 8 - Adobe After Effects

SSD T-Force Cardea II - 11 - PCMark 8 - Adobe Illustrator

SSD T-Force Cardea II - 12 - PCMark 8 - Microsoft Word

SSD T-Force Cardea II - 13 - PCMark 8 - Microsoft Excel

SSD T-Force Cardea II - 14 - PCMark 8 - Microsoft Powerpoint

 

Velocidade em carregamentos

No carregamento do Windows 10 recém-formatado ocorre basicamente o mesmo, diferenças mínimas entre SSD SATA e NVMe, enquanto o HD é várias vezes mais lento, se repetindo em um carregamento de um jogo, neste caso o GTA 5.

SSD T-Force Cardea II - 15 - Windows 10

SSD T-Force Cardea II - 16 - GTA 5

 

Teste de transferências de dados

Em uma gravação de uma ISO de 6.30GB de uma RAMDISK para os drives, o Cardea terminou em impressionantes 3 segundos, um SSD Sata em 18 segundos e um HD em 30 segundos.

Na gravação de 16.945 arquivos, o Cardea foi 2 segundos mais lentos que os outros NVMe, 17 segundos, ficando superior ao SSD comum e ainda mais superior ao HD, que terminou em 1 minuto e 17 segundos.

SSD T-Force Cardea II - 17 - Transferência - ISO 1

SSD T-Force Cardea II - 18 - Transferência Mult 2

Conclusão

Concluímos este review e vemos que o Cardea II é uma ótima escolha para quem busca um SSD moderno e rápido. Apesar de perder em alguns cenários para outros SSDs, compensa isto entregando uma maior resistência ao desgaste de gravação e baixas temperaturas, que previnem a redução de performance ao longo do tempo.

No Brasil ele está indisponível neste momento, o último preço praticado foi de R$ 519, que é um preço razoável para um SSD de 512GB NVMe e com dissipador.